Empírica, esta lista baseia-se meramente na minha observação ao meio e (curta) experiencia profissional. Qualquer semelhança com a realidade não será mera coincidência! Qualquer discordância, estou aberta a sugestões!

1. Se não for informaticamente possível, não é possível. Não torne-o.

2. Qualquer projecto segue a regra do “arrastamento”: Levará mais tempo que o previsto a ser planeado, aprovado e executado. Serão precisas mais pessoas e provavelmente custará mais dinheiro. E no final, o mais provável é não corresponder a 100% ao previsto.

3. O objectivo do trabalho passa por satisfação material e realização pessoal e profissional. Não me ouviram falar em criar amizades, pois não? Partir do princípio que não estamos ali para fazer amigos, é o primeiro passo para não haver desilusões a nível pessoal com o trabalho.

4. Rede de contactos: As connections extra-departamentais são extremamente importantes. É uma excelente forma de obter informações em primeira mão e acelerar o tempo de resposta nos e-mails. Tenha sempre alguém a quem tratar por tu na Contabilidade, na Informática, na área Comercial, no Património, no Marketing…

5. Informáticos são tipos chanfrados. Contabilistas são demasiados burocráticos. Os Comerciais são de-ma-si-a-do despachados. Os Recursos Humanos parecem sempre muito simpáticos. A malta do Marketing nunca está quieta. Obviamente que o estereótipo varia com a cultura organizacional e personalidade das pessoas, mas partir desse princípio nunca prejudicou ninguém. E evita frustrações.

6. O arquivo mais importante que deve ser mantido é o dos e-mails. No mundo profissional as palavras não valem nada. Tudo por escrito.

7. Auditores atrapalham e consultores complicam: principalmente quando não são os mesmos de ano para ano.

8. Uma empresa cuja “qualidade é certificada”, é uma empresa que tem formulários até para pedir um agrafador ao economato.

9. E-mails curtos para o chefe. Chefes são tipos sempre muito ocupado, mesmo que seja a fazer nenhum. Chefes recebem sempre muito mais informação do que os restantes mortais: Ser sucinto evita o risco dos chefes não aprovarem qualquer coisa porque não perceberam.

10. O horário de trabalho diário é em média 2 horas maior do que deveria. Sair a horas é encarado na generalidade como pouca dedicação e pouco trabalho. Mas ninguém vai reparar se fizer pausas de 10 minutos a cada 2 horas.
2 Comentários | edit post
Gostas? 
Fevereiro é para mim um mês especialmente complicado. Apesar de ser o mais curto do ano Solar, nos seus miseráveis 28 dias, são muitos os momentos especiais... alguns pela positiva, outros pela negativa... Fevereiro é uma espécie de roleta-russa de emoções.

Nem eu própria sei digerir bem o impacto que Fevereiro tem em mim. Mas a verdade é que o finalizar do primeiro mês do ano, normalmente vem acompanhado por uma certa dose de ansiedade.

Só me faz verificar que há situações, emoções e sentimentos mal-resolvidos dentro de mim. E Fevereiro trá-los à tona.
1 Comentários | edit post
Gostas?