Entro na sala apressada. Apago a luz, viro-me para trás e fecho a porta devagar, não quero acordar ninguém. Tenho vontade de puxar aquela porta com tanta força, que se ouviria do outro lado do planeta. Mas a minha fúria é só minha e os meus pais estão a dormir..
Sento-me no sofá. Estou cá há apenas 2 minutos, mas sinto-me só desde sempre. Olho a minha volta. Está tudo escuro. Abaixo a cabeça, encolho-me toda e deito-me no sofá. Agora sim sinto-me confortável e com vontade de pensar. E os mais estranhos pensamentos invadem-me a mente. E aquela fúria e vontade de destruir tudo e de ser má para todos, vai sendo substituída lentamente por um sentimento de tristeza bastante profundo. E as lágrimas inundam-me os olhos....

A garganta já está a apertar... O coração bate rápido e tenho dores de barriga. Neste momento os pensamentos deixam de fazer sentido e já não consigo raciocinar. Sinto medo, solidão, tristeza, angústia.... E sinto tudo ao mesmo tempo. Estou agora sozinha com aquilo de pior que existe em mim mesma. E sinto-me horrível. Sou horrível! Não quero que ninguém se aproxime, mas ao mesmo tempo sinto que necessito de toda a ajuda do mundo! Como é possível ninguém perceber? Estarão as pessoas a minha volta assim tão ocupadas com elas próprias que não me vêem, ou será que sou eu que escondo demasiado o que sinto, passando constantemente a impressão de que comigo está sempre tudo bem? Estou completamente invadida por perguntas e tenho sede de respostas...

Com o passar dos minutos vou-me consseguindo acalmar... As vozes interiores calam-se e pensar já não é assim tão difícil... Vou ao quarto, busco o caderno e uma caneta, mas passado 2 linhas de escrite já estou cansada. Sei que não é sono o que sinto e sim uma espécie de preguiça mental... Ou talvez seja apenas auto-protecção... Os últimos momentos custaram tanto que não quero mais tocar nas feridas, muito menos agora que já estou sossegada...
Talvez vá dormir para o quarto, talvez fique por ali... O sofá parece-me tão acolhedor, tão incomparavelmente protector...
Sinto medo de mim mesma e do mundo... Estou sozinha comigo mesma e com o mundo...

O que terá acontecido connosco?
Céu 0 Comentários | edit post
Gostas?